6 de agosto de 2009

...

Parei-me inteira
neste monte de pó
que o meu sopro
sem ar não varre...
Tombei-me neste vazio
sombrio e frio
coberto de dor
e saudade...

2 comentários:

  1. não páres nem tombes...nunca! um fã!

    ResponderEliminar
  2. Obrigada! É o que pretendo, embora um dia isso seja inevitável:(

    ResponderEliminar